“Deixa a tua terra e parte” (Gn 12, 1)

 

Amigos, Todas as histórias têm um momento inicial. As de encantar começam com ERA UMA VEZ. Mas esta não é uma história de encantar, é a HISTORIA DA SALVAÇÃO. Mas também teve um momento inicial. Que momento inicial foi esse? Foram as Palavras de Deus a Abraão: “Deixa a tua terra e parte”.
 
Com este chamamento de Deus a Abraão deu-se início a uma história de amor entre Deus e a humanidade. E este momento inicial mostra-nos como Deus quer fazer história connosco e mostrar o Seu amor por nós. Deste chamamento original percebemos que Deus nos chama. Chama-nos a fazermos caminho com ele. Sem caminho não há relação, sem caminho não há diálogo. Por isso ao longo deste ano pastoral queremos ser inspirados pela figura de Abraão, esse exemplo de escuta e obediência à Palavra de Deus. Acolhamos o seu exemplo e deixemos que a sua pessoa inspire cada um de nós para nos convertermos ao Senhor de todo o coração.
 
E façamos caminho. Abraão é chamado a fazer um duplo caminho: transitivo, geográfico (de Haran ate Canaan) e um caminho Intransitivo, interior, não uma simples viagem no mapa. Que nos impede de seguir o Senhor? Estamos dispostos sempre a fazer uma caminhada interior de renovação? Que nos impede de fazermos também esta viagem exterior de irmos ao encontro do outro e de Deus? Estamos dispostos a deixar o nosso chão e partir?
 
São questões que ao longo deste ano tentaremos responder na nossa vida. Deixemos a nossa terra (interior e exterior) e saiamos a caminhar, com Jesus, apoiados em Abraão, nosso pai na fé.
 
 

 Pe. Jorge Sobreiro